DEMOCRACIA AMBIENTAL E O ACORDO DE ESCAZÚ

Há dois anos o governo brasileiro assinou o Acordo de Escazú, que pode promover um grande avanço na democracia ambiental e na proteção dos ativistas que lutam por essa pauta. Você sabe como está o Acordo e do que ele trata? Quais os desafios da democracia em questões ambientais no Brasil?

EVENTO ONLINE GRATUITO
29 DE SETEMBRO | 18H

Inscreva-se gratuitamente:

Participantes

\ Adriana Ramos / sócia do Instituto Socioambiental (ISA)

\ Rafael Giovanelli / especialista em Políticas Públicas do WWF-Brasil

\ Júlia Rocha / assessora do Programa de Acesso à Informação da Artigo 19

\ Sílvia Cappelli / diretora da Associação Brasileira dos Membros do Ministério Público de Meio Ambiente (ABRAMPA)

\ Kleber Karipuna / liderança de base da APIB e COIAB

\ Rubens Born / colaborador da Fundação Grupo ESQUEL Brasil

\ Renato Morgado | mediador / coordenador do Programa de Integridade Socioambiental (PISA) da Transparência Internacional – Brasil

Lançamento

Os avanços e desafios que o país possui em relação aos quatro eixos principais do Acordo (acesso à participação, à informação e à justiça em temas ambientais e à proteção de defensores ambientais) estão reunidos em “Acordo de Escazú: Uma oportunidade de avanços na democracia ambiental e no combate à corrupção no Brasil”. O estudo será lançado pela Transparência Internacional – Brasil no horário do webinar.

\ Maria Dominguez / pesquisadora do Centro de Conhecimento Anticorrupção da Transparência Internacional – Brasil

\ Vinicius Reis / pesquisador do Centro de Conhecimento Anticorrupção da Transparência Internacional – Brasil

Transparência Internacional – Brasil
Política de Privacidade | © Este site está
licenciado sob CC BY-ND 4.0