A Transparência Internacional está no Brasil com uma equipe de profissionais brasileiros que atua em colaboração com o Secretariado em Berlim e os demais países onde a organização está presente. Desde 2016, a organização possui no Brasil uma estrutura própria formada por uma equipe executiva e um Conselho Deliberativo.

Equipe Executiva

Amanda Faria Lima

Pós-graduanda em Gestão Pública pelo INSPER e bacharela em Ciências e Humanidades e Relações Internacionais pela UFABC. Trabalhou na CGM-SP em pautas de transparência, governo aberto, ouvidoria e promoção da integridade. É consultora do PISA.

Amanda Harrison

Amanda Harrison é formada em direito pela Universidade Bandeirante de São Paulo e em administração pelo Centro Paula Souza. Atua como assistente executiva há mais de 10 anos. Integra o Centro de Operações e Engajamento.

André Amaral

André formou-se em relações internacionais pela Universidade de Brasília e atuou na Comissão de Anistia, Ministério de Relações Exteriores, Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas e como analista de relações governamentais e mobilização no Centro de Liderança Pública. É responsável por Relações Governamentais na TI.

Bruno Brandão

Bruno Brandão é economista pela Universidade Federal de Minas Gerais e mestre em Gestão Pública pela Universidade de York e em Relações Internacionais pelo Instituto Barcelona de Estudos Internacionais. Atua na Transparência internacional desde 2010, com experiência na Alemanha, México e, desde 2016, Brasil. É diretor-executivo da TI Brasil.

Damarys Camargo

Damarys é formada em ciências contábeis pela Universidade São Judas Tadeu. Há 14 anos trabalha na área contábil em diversos segmentos, especialmente em empresas de grande porte. Integra o Centro de Operações e Engajamento.

Dário Cardoso

Dário é formado em direito pela Universidade Federal do Pará e especialista em Processos Civis e Ciências Criminais. Trabalhou no Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia com transparência ambiental e posse da terra. É consultor do Programa de Integridade Socioambiental.

Flávia Collaço

Gestora de Políticas Públicas, Mestra e Doutora em Energia (IEE-USP). Tem experiência em gestão de projetos e de pesquisas científicas focados em Políticas Públicas, Sustentabilidade, Mudanças Climáticas, Cidades e Planejamento Energético. É consultora do Programa de Integridade Socioambiental.

Gerson Camargo

Gerson é formado em jornalismo pela PUC-SP e mestre em Educação: História, Política, Sociedade pela mesma instituição. Possui experiência na Câmara Municipal de São Paulo e no Terceiro Setor dentro do campo de comunicação e política. É co-fundador do coletivo de educação política 3Palitos. Na TI, integra o Centro de Operações e Engajamento.

Henrique Bronzoni

Henrique estudou publicidade e propaganda na Universidade Anhembi Morumbi e é especialista em captação de recursos para o terceiro setor. Trabalhou anteriormente no Greenpeace, Fundação Dorina e Mobiliza. Integra o Centro de Operações e Engajamento.

Janaína Pavan

Janaína é advogada formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e pós-graduada em Gestão de Riscos de Fraude e Compliance pela Fundação Instituto de Administração. Atuou como compliance officer na CSN e na Allianz Seguros e auxiliou na implementação de programas de Integridade em Empresas. É consultora de Governança.

Joachim Stassart

Formado em ciências políticas e em economia pela Université Catholique de Louvain (Bélgica) e mestre em direitos humanos pela Sciences Po Paris (França). Trabalhou na rede belga de pesquisadores acadêmicos em ciências políticas e como adido político na embaixada francesa no Mianmar. É pesquisador do Programa de Integridade Socioambiental.

Kátia Demeda

Graduada e Mestra em Ciências Sociais com ênfase em Antropologia pela UFPA e doutora em Ciências Ambientais pela UFOPA. Possui trajetória dedicada ao tema dos impactos socioambientais ocasionados por diferentes atividades de exploração na Amazônia. Integra o Programa de Integridade Socioambiental.

Leonardo Ferreira

Leonardo é Bacharel em Ciências Contábeis pela Faculdade Estácio de Sá, cursa Análise e Desenvolvimento de Sistemas pelo Instituto Federal de São Paulo e trabalha em organizações da sociedade civil desde 2019. Integra o setor de Desenvolvimento Institucional e Governança.

Liana Morisco

Liana é bacharel em administração pública pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Serviu como coordenadora de Controle Social na Controladoria-Geral do Distrito Federal e como técnica administrativa na Prefeitura de Sorocaba. Integra o Centro de Operações e Engajamento.

Maria Dominguez

Maria é jornalista e mestre em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia. Como pesquisadora do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Democracia Digital (INCT.DD), desenvolveu projetos e estudos sobre transparência, governo aberto e dados abertos governamentais. É pesquisadora do Centro de Conhecimento Anticorrupção.

Mariana Feniman

Mariana é administradora de empresas formada pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo. Mariana trabalhou em um empreendimento social no Mianmar, sudeste da Ásia, focado em empoderamento econômico feminino. É responsável pelo Administrativo-Financeiro da TI.

Nicole Verillo

É gestora de Políticas Públicas pela Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo. Serviu como gerente de Estratégia Governamental da Secretaria de Planejamento e Gestão de Osasco-SP, atuou no IDIS, na AMARRIBO Brasil e na Articulação Brasileira Contra a Corrupção e a Impunidade. É responsável pelo Centro de Apoio e Incidência Anticorrupção.

Rafael Regatieri

Rafael é designer gráfico pela Universidade Anhembi Morumbi.Trabalhou para projetos de marcas como Nestlé, O Boticário e Herman Miller e em grupos da sociedade civil, como Movimento Voto Consciente, Pedala Jundiaí, Encontro de Organizações da Sociedade Civil do Aglomerado Urbano de Jundiaí. Integra o Centro de Operações e Engajamento.

Raphael Silva

Raphael é escritor e jornalista independente, estuda Ciências Sociais na Universidade de São Paulo, co-fundador e integrante do coletivo negro de audiovisual Panteras Produções. Integra o Centro de Operações e Engajamento.

Renato Morgado

Renato é mestre em Ciência Ambiental, especialista em Democracia Participativa e fellow em Governo Aberto pela OEA. Foi coordenador de políticas públicas do IMAFLORA e atua há 10 anos com políticas públicas ambientais. É consultor do Programa de Integridade Socioambiental.

Sofia Rodella

Sofia é bacharel em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC – SP). Tem experiência em comunicação para redes sociais e no terceiro setor, tendo atuado na área de Responsabilidade Social da Johnson & Johnson Brasil. Integra o Centro de Operações e Engajamento.

Vinicius Reis

Vinicius é formado em Direito pela Escola de Direito do Rio de Janeiro da Fundação Getulio Vargas (FGV Direito Rio) e cursa mestrado em Sociologia no Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP-UERJ). É pesquisador no Centro de Conhecimento Anticorrupção.

Conselho

Ana Toni

Ana Toni é Diretora Executiva do Instituto Clima e Sociedade - iCS. Economista e doutora em Ciência Política, possui longa trajetória no trabalho junto ao terceiro setor e no fomento de projetos voltados à justiça social, à promoção de políticas públicas, à área do meio ambiente e mudanças climáticas e à filantropia. Foi Presidente do Conselho do Greenpeace Internacional (2011 a 2017), diretora da Fundação Ford no Brasil (2003-2011) e da ActionAid Brasil (1998-2003). Foi membra do conselho do GIFE, Fundo Baobá para Equidade Racial e Sociedade e Wikimedia Foundation entre outros. Atualmente é integrante dos conselhos da Gold Standard Foundation, Instituto República e do Instituto Pesquisa Ambiental da Amazônia - IPAM.

Anna Benite

Anna é doutora em Ciências e professora Associada da Universidade Federal de Goiás onde coordena o Laboratório de Pesquisas em Educação Química e Inclusão. Exerceu cargo de Conselheira Estadual de Promoção da Igualdade Racial do Estado de Goiás em 2016, foi membro do Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial de 2016 a 2018 e Presidente da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as na gestão desse mesmo período. É ativista do Grupo de Mulheres Negras Dandaras no Cerrado, integrante da Association for Women´s Rights in Development e do Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales (CLACSO).

Beto Vasconcelos

Beto Vasconcelos é advogado pós-graduado pela USP e professor no INSPER. Foi Secretário Nacional de Justiça, tendo coordenado os trabalhos da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (ENCCLA). Exerceu o cargo de Subchefe para Assuntos Jurídicos na Presidência da República, participando da estruturação de políticas públicas e marcos regulatórios relacionados ao tema de transparência e enfrentamento da corrupção.

Joaquim Falcão

Joaquim é membro da Academia Brasileira de Letras e professor de Direito Constitucional. É mestre em Direito pela Harvard Law School e PhD em educação pela Universidade de Genebra. Atuou como representante do Senado no Conselho Nacional de Justiça. É Autor de livros como "O Supremo", "Onze Supremos" e "Mensalão. Diário de um julgamento".

José Compagno

Compagno é referência nas áreas de Integridade Corporativa, Investigações Corporativas e Governança no Brasil. Tem mais de 35 anos de experiência em consultoria empresarial, foi sócio da Ernst & Young de 2001 a 2018, liderou investigações corporativas de maior destaque realizadas no Brasil, de 2005 a 2018 e também fez parte do Comitê Executivo da EY, no Brasil, nos anos de 2017 e 2018. Aposentou-se em junho de 2018, passando a compor vários Comitês Independentes de Investigação, incluindo o que investigou as causas e as responsabilidades da tragédia da Barragem de Brumadinho (Vale).

José Ugaz

Ugaz é advogado, professor titular de Direito da Pontifícia Universidade Católica do Peru. Foi presidente global da Transparência Internacional e da Proetica, capítulo nacional da Transparência Internacional no Peru. Serviu como Procurador Ad-Hoc no caso histórico que levou o ex-presidente peruano Alberto Fujimori e uma imensa rede de agentes públicos e privados à prisão por corrupção. Foi membro da Missão de Manutenção da Paz das Nações Unidas e da Missão de Observadores Eleitorais da ONU para El Salvador. Serviu no Gabinete de Integridade Institucional do Banco Mundial.

Karen Hussmann

Karen Hussmann é mestre em Políticas Públicas e Gestão pela Universidade do Chile. Atua há 10 anos na Transparência Internacional, é diretora de um programa anticorrupção financiado pela União Europeia na Colômbia. Trabalhou como consultora em governança, acesso à informação, formulação de políticas anticorrupção e capacitação da sociedade civil com U4, GIZ, DFID, UNDP e OCDE, entre outros.

Marco Gomes

Marco trabalha em NY com estratégia de tecnologia e dados; recebeu o World Technology Award em comunicação e marketing; e fundou a boo-box, uma das startups mais inovadoras do mundo de acordo com a FastCompany, Forbes e Financial Times. Oriundo da periferia do Distrito Federal, discursou sobre liberdade de expressão na ONU em NY; apontado pela Veja como uma das 10 vozes mas relevantes nos protestos de junho de 2013; e principal estudo de caso no livro “Brilliant, Crazy, Cocky”, sobre empreendedores de alto impacto em países emergentes. É o atual presidente do conselho.

Paulo Manoel

Paulo é Sócio da área de Forensic & Integrity Services da Ernst & Young no Brasil, tem mais de 15 anos de experiência em consultoria empresarial. Já liderou diversas investigações regulatórias e de fraudes, processos de due diligence com foco em anti-corrupção em M&A, avaliações e revisões de estruturas de Compliance e Governança na América Latina, América do Norte, África e Europa, tendo também atuado no Canadá e EUA com temas relativos à investigações regulatórias e corporativas e avaliação e estruturação de programas de Compliance corporativos.

Samuel Rotta

Samuel é bacharel em Sociologia pela Pontifícia Universidade Católica do Peru. Diretor Executivo da Proética, capítulo peruano da Transparency International. Possui larga experiência na concepção, implementação e avaliação de programas anticorrupção da sociedade civil. Ele é consultor, palestrante e autor de vários tópicos relacionados à sua especialidade.

Suzana Fagundes

Suzana é advogada pela PUC-MG, pós graduada em direito da empresa e da economia pela FGV, com L.LM pela Northwestern University School of Law (EUA) e pós graduação em administração de empresa pela J.L. Kellogg Graduate School of Management (EUA), além de cursos de extensão executiva na França, EUA e Brasil. Atualmente é diretora jurídica da Localiza, compõe o comitê coordenador do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa, é conselheira da Associação Brasileira de Companhias Abertas e da Women in Leadership in Latin America. Seu trabalho é reconhecido nacional e internacionalmente.